UM DIA MUNDIAL PARA A POESIA | Luiz Carlos Amorim | Amapá Digital


Terça-Feira, 02 de março de 2021.

UM DIA MUNDIAL PARA A POESIA

O dia 21 de março é o Dia Internacional da Poesia. E há que se comemorar, pois o mundo atual, tão conturbado e tão violento, precisa da sensibilidade e do lirismo da poesia. O ser humano precisa cultivar a poesia, para não se deixar endurecer mais ainda.
O Grupo Literário A ILHA existe há quarenta anos com o objetivo principal de divulgar a literatura, principalmente a poesia, e incentivar o hábito da leitura. A poesia é, talvez o gênero mais produzido atualmente  e, paradoxalmente, o que menos vende, ainda que não o menos lido. Através de meios como a publicação da revista Suplemento literário A ILHA, também completando este ano o seu quadragésimo ano de circulação, do Varal da Poesia, depois Poesia no Shopping, do Recital de Poemas, do portal Prosa, Poesia & Cia, na internet (www.prosapoesiaecia.xpg.com.br ), do Projeto Pacote de Poesia, do Projeto Poesia na Escola, do Projeto Poesia Carimbada, do Projeto O Som da Poesia e da publicação de livros e antologias, pelas das Edições A ILHA, o grupo chega ininterruptamente ao leitor ao longo de todos esses quarenta anos, levando a obra poética de poetas já conhecidos, de poetas consagrados e de novos autores aos quatro cantos do mundo.
Ao contrário do que alguns pensam, a poesia é, sim, necessária. Como deixar fluir a alma através das pontas dos dedos, a não ser pela criação de um poema? A poesia é sentimento, é emoção, é alma, é coração. Como sermos humanos sem tudo isso? É a poesia que traduz tudo isso.
A poesia é mágica, como já disse Quintana – e quem mais poderia dizê-lo? – como neste poema que toma a liberdade de transcrever:
Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês. Quando fechas o livro, eles alçam voo como de um alçapão.Eles não têm pouso nem porto; alimentam-se um instante em cada par de mãos e partem. E olhas, então, essas tuas mãos vazias, no maravilhado espanto de saberes que o alimento deles já estava em ti...”
Que mais posso eu dizer? E viva a poesia mundial, e viva Quintana, e viva nós, poetas e todos os seres humanos.

Categoria artigos, articulista

Luiz Carlos Amorim

Luiz Carlos Amorim é fundador e presidente do Grupo Literário A ILHA em SC, com 38 anos de atividades e editor das Edições A ILHA. Ocupante da cadeira 19 da Academia Sul Brasileira de Letras. 
Editor de conteúdo do portal PROSA, POESIA & CIA. e autor de 32 livros de crônicas, contos e poemas, três deles publicados no exterior. Colaborador de revistas e jornais no Brasil e exterior – tem trabalhos publicados na Índia, Rússia, Grécia, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Cuba, Argentina, Uruguai, Inglaterra, Espanha, Itália, Cabo Verde e outros, e obras traduzidas para o inglês, espanhol, bengalês, grego, russo, italiano, francês -, além de colaborar com vários portais de informação e cultura na Internet, como Rio Total, Telescópio, Cronópios, Alla de Cuervo, Usina de Letras, etc. 
O autor assina, também, o Blog CRONICA DO DIA, em Http://lcamorim.blogspot.com 




Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA DO ARTICULISTA