Terça-Feira, 23 de janeiro de 2018.

A PRATA  COLOIDAL

A prata é um elemento químico extremamente benéfico a saúde do homem. Ela funciona em nosso organismo como um antibiótico e elimina todos os tipos de vírus, fungos e bactérias, entretanto, diferentemente dos antibióticos produzidos por fermentação ou por síntese química, a prata coloidal é totalmente inócua ao nosso corpo. Não há nenhum efeito colateral ao organismo humano.

A prata coloidal resume-se em partículas de prata carregadas eletricamente, (íons de prata), extremamente pequenas, (0,01 a 0,001 mícron de diâmetro), suspensas em água destilada. Há milhares de anos o homem conhece as propriedades medicinais da prata, pois observou-se que em famílias que utilizavam utensílios de prata, as pessoas dessas famílias dificilmente ficavam enfermas, e nelas, as infecções eram muito raras.

Esse conhecimento se disseminou entre reis, imperadores, czares, sultões, entre as famílias abastadas e entre os membros da corte. Todos eles comiam em pratos de prata, bebiam em taças de prata, utilizavam talheres de prata e a própria comida era acondicionada e conservada em vasilhas de prata. Ora, com o tempo pequenas partículas de prata eram ingeridas com os alimentos, e depois de uma geração ou duas gerações, os efeitos benéficos da prata no organismo humano tornavam essas pessoas praticamente imunes a qualquer doença infecciosa.

É importante destacar que a prata coloidal era largamente usada na América, para praticamente tudo, mas ela caiu em desuso após o surgimento da penicilina, por Flemming. Este foi o primeiro antibiótico produzido pela indústria farmacêutica, e a penicilina salvou milhões de vidas em todo o mundo, e como debelava as infecções de um dia para o outro, e era de fácil obtenção e de custo baixo, a prata coloidal assim como outras formas terapêuticas, caíram em desuso. A antibioticoterapia tomou todo o espaço e não havia organismos resistentes.

Hoje, porém, o interesse da comunidade médica na prata coloidal, vem crescendo rapidamente e a principal razão disso é decorrência dos múltiplos efeitos colaterais dos antibióticos, aliados a resistência de alguns agentes patogênicos.

A prata coloidal é atóxica para mamíferos, répteis, aves, plantas e todas as formas de vida que não sejam unicelulares. Os organismos unicelulares (vírus, fungos e bactérias), metabolizam o oxigênio de forma diferente e aí reside a sua fragilidade frente a prata coloidal. A simples presença de prata coloidal próxima de organismos unicelulares, interrompe o metabolismo de oxigênio da célula e causa asfixia e morte destes organismos causadores de doenças em até seis minutos. A prata coloidal destrói os organismos patogênicos quando presente nos tecidos do corpo, numa concentração mínima de 5 a 7 ppm (partes por milhão).

As partículas de prata coloidal difundem-se no corpo, enquanto não entram em processo reativo, mas elas atuam cataliticamente, isto é, ativam as reações químicas sem tomar parte diretamente e sem esgotar-se. Agem como catalisadores deslocando ou transladando o oxigênio do centro da célula para suas paredes. Assim, o organismo sufoca porque não tem oxigênio para respirar. A prata coloidal age sem ativar nenhuma reação química no corpo humano, ou seja, é completamente inofensiva.

Tomada diariamente, a prata coloidal previne epidemias, toxicidades, e infecções diversas. Ela se transforma num segundo sistema imunológico para o nosso corpo e pode ser ingerida, ou inalada, ou aplicada localmente sobre a pele. Ainda, sob supervisão médica, a prata coloidal pode ser administrada por via intravenosa e via intramuscular, bem como por infusões.

É muito provável que a carência de prata no organismo humano pode ser a primeira causa de um mau funcionamento do sistema imunológico, razão pela qual as pessoas ficam doentes ou debilitadas com certa regularidade. Gripes, resfriados, colites, conjuntivites, asma, artrites, alergias, acnes, apendicites, infeções de bexiga, dermatites, caspa, diarréias, diabetes, gastrites, meningites, psoríases, amidalites, úlceras, rinite, verrugas, tosse compulsiva, tuberculose, sífilis, aids, câncer, problemas de pele e queimaduras, entre outras enfermidades podem ser controladas com eficácia com prata coloidal. Aconselha-se adquirir a prata coloidal em frascos de 25 ml e conserva-la em ambientes escuros e em temperatura ambiente. Tomar uma colherinha da solução de prata coloidal em um copo de água, por dia, durante uma semana. Depois passar a duas colherinhas diárias diluídas em um copo de água. Para crianças utilize a metade dessa dosagem.

O produto é facilmente encontrado em farmácias de manipulação e seu preço é acessível. Maiores informações podem ser obtidas no site:

www.movimentodamoresanjuandiego.it
ou pelo email: movimentodamoresanjuandiego@conchiglia.net

Categoria artigos, articulista

João Antonio Pabliosa

Engenheiro Agrônomo pela UFRRJ em 1972. 

Curitiba. Fone: (41)3333-3775 cel. 9635 4220

E-mail: joaoantoniopagliosa@gmail.com




Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA DO ARTICULISTA