Setap flexibiliza regras para não prejudicar estudantes por conta do atraso no calendário escolar

Compartilhe:





O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (Setap) reuniu na manhã desta sexta-feira, 10, com diretores de escolas e pais de alunos e flexibilizou algumas normas do processo de cadastramento e recadastramento da meia-passagem, para que estudantes não sejam prejudicados em função do atraso no calendário escolas das escolas da rede estadual.

É que a maioria das escolas ainda está em conclusão com o calendário letivo de 2019 e as matrículas só devem iniciar no próximo mês. Assim, as declarações de matrícula disponibilizados pelo Sistema de Gestão Educacional (Sigeduc) ainda são referentes ao ano passado.

Para não prejudicar os estudantes que buscam o cadastramento nos primeiros dias, evitando filas, o Setap vai aceitar essas declarações, e postergar a validade dos cartões magnéticos de meia-passagem até agosto deste ano, quando os alunos ou seus responsáveis poderão apresentar os atestados de matrículas de 2020, sem nenhum ônus adicional.

Caso os estudantes já tenham as declarações, logo após o término do recadastramento, em abril, poderão apresentar o documento, também sem ônus adicional, e terão seu benefício renovado até março do ano que vem.

O Setap também esclarece que só vai aceitar as declarações emitidas pelo sistema Sigeduc, por orientação da própria secretaria de Educação.

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO