Disputa pelos direitos de transmissão da Liga dos Campeões vai ser acirrada

Compartilhe:





Assim como se sabe que 2+2 é igual a 4, sabe-se que o futebol é o esporte mais amado do brasileiro — e o torneio com melhor nível técnico do planeta não deixaria de ser assistido e querido por nós. Com isso em mente, os direitos de transmissão da UEFA Champions League são disputadíssimos pelas emissoras de TV nacionais. Recentemente, a UEFA acabou divulgando a notícia de que já está aprontando os termos da concorrência pelos direitos de transmissão da Liga dos Campeões para a temporada 2021/2022. Sabe-se que o documento deve chegar até o Brasil ainda em janeiro, e deve conter uma predileção para um pacote de partidas voltado para a TV aberta — mas isso não significa que estes canais poderão voltar a exibir o torneio.

Nos dias de hoje, os direitos de transmissão da Liga dos Campeões no Brasil pertencem à Turner e ao Facebook, sendo este último o responsável por ocupar a faixa da TV aberta. Em 2018, a proposta da rede social fez a Globo desistir da concorrência. Sendo assim, a emissora carioca que sempre apresentou os principais jogos do torneio, principalmente aqueles das fases finais, parou de exibi-los. Já a UEFA percebeu que seu campeonato acabou perdendo parte de sua visibilidade ao ficar distante da TV aberta, mesmo com o Facebook atingindo níveis de audiências recordes nas principais partidas. Sendo assim, a Team, empresa encarregada da concorrência de direitos da Liga dos Campeões, decidiu integrar a preferência para que uma TV aberta possa comprar algum dos pacotes de jogos oferecidos. Em 2018, a UEFA já tinha uma ideia semelhante, mas como a proposta da Turner junto ao Facebook foi bastante tentadora, a entidade acabou não colocando o plano em prática.

Atualmente, a dúvida que fica no ar é se a UEFA irá priorizar uma maior visibilidade com a TV aberta, oferecendo algumas facilidades e abrindo mão de uma quantia considerável de dinheiro, ou se ela irá continuar com seu acordo com Facebook e Turner. E, apesar dos pesares, sabemos que o lado financeiro geralmente importa mais. Já para a Rede Globo, apesar da Liga dos Campeões dar um retorno enorme, as partidas não ocorrem no horário nobre da TV brasileira, ou seja, fica difícil substituí-la pela Copa do Brasil ou Libertadores. Já você, não precisa ficar esperando a boa vontade das emissoras em fechar acordos para ter algumas horas de diversão acompanhando seu esporte favorito — há alternativas tão interessantes e competitivas quanto o futebol, sendo os cassinos online uma das mais populares no momento, em plataformas como a VegasSlotsOnline você pode aproveitar mais de 7,000 slots e se divertir muito, de maneira gratuita.

 

Outros eventos esportivos podem trocar de canal neste ano

Muitas negociatas foram realizadas em 2020 envolvendo os direitos de transmissão na televisão brasileira, ainda mais em um período em que passamos boa parte do tempo em nossas casas. Somente a saída da Libertadores da Globo para o SBT movimentou bastante o mercado do entretenimento, onde houve também a fusão entre a Fox e a Disney, a Band transmitindo o Campeonato Italiano, Alemão e Russo, além da criação do pay-per-view da Conmebol. E espera-se que, em 2021, o mercado do entretenimento continue bastante movimentado.

Os campeonatos estaduais são a base da nossa paixão pelo futebol, e cerca de três deles ainda não fecharam as licitações com alguma emissora de televisão. São eles o Paranaense, o Carioca e o Cearense. O cariocão tinha contrato com a Globo até 2024, mas o contrato acabou sendo rescindido após a aprovação da MP 984, que permitia ao time mandante da partida os direitos de transmissão. Já o Paranaense era exibido pela Dazn, mas como o serviço teve algumas dificuldades para mantê-lo em 2020, resolveu abrir mão do estadual. E, por fim, o Cearense, que vem sendo o mais disputado no momento, já que tanto afiliadas da Globo quanto do SBT têm interesse no torneio para poderem transmitir os clássicos entre Ceará e Fortaleza. Em 2020, ele alcançou médias incríveis de audiência, chegando aos 30 pontos de Ibope.

Enquanto isso, o torneio de seleções mais importante do continente, a Copa América, ainda não teve seus direitos de transmissão negociados com nenhuma emissora brasileira. Sabe-se que a Dentsu, atual detentora dos direitos, negociou com a Band, mas as empresas não chegaram a um consenso. Atualmente, ela vem buscando um acordo com a Globo, que exibe a competição desde os anos 80. Mas a empresa japonesa deseja um contrato de longo prazo — até 2028 pelo menos —, enquanto as TVs querem apenas assinar para a edição de 2021.

Os duelos da Liga dos Campeões retornam em meados de fevereiro, e com certeza estaremos antenados para saber onde serão transmitidas as partidas.

 

Fonte: UEFA Champions League via Facebook

Fonte: Pixabay

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO