ANUNCIE   |   CONTATO   |   PLANTÃO   |   NOSSOS SERVIÇOS
SITES | HOTSITES | BLOGS
 COTIDIANO   amapadigital.net

 

 

 

 

 

19/02/2013

Programa Minha Casa, Minha Vida chega ao interior do Amap

 

Imagem
Distante 70 quilômetros de Macapá, a localidade de São Pedro dos Bois também sente os efeitos do resgate da credibilidade do Amapá ao ser primeira comunidade da Região Norte a receber o "Minha Casa, Minha Vida Quilombola". E neste sábado, 16, durante o lançamento oficial das obras, o governador Camilo Capiberibe lembrou aos moradores que os investimentos não ocorrem somente na sede dos municípios.

Além do "Minha Casa, Minha Vida Quilombola", 42 agricultores, na localidade, são beneficiados pelo Programa Territorial de Agricultura Familiar (Protaf), que também tem mudado a vida do homem do campo.

"Aqui nesse projeto não tem dinheiro do governo estadual, mas a presença dos nossos técnicos foi fundamental para tornar esse momento possível, dando a orientação que as famílias precisavam. Outro fator importante diz respeito à credibilidade. Hoje, as instituições financeiras acreditam no Amapá", declarou o governador Camilo.

A casa própria
Na comunidade estão sendo construídas 39 casas, fruto da parceria entre o Governo do Amapá, através da Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes (Seafro), e a Caixa Econômica Federal, onde será investido cerca de R$ 1 milhão na construção das residências, no valor de R$ 30.500 cada.

As casas, que ficarão prontas até o final deste ano, medem 6,90m por 6m, sendo constituídas de dois quartos, banheiro, sala, cozinha e área de serviço. Detalhe: os futuros proprietários das residências pagarão quatro parcelas anuais de R$ 305, que correspondem a um valor do total de R$ 1.220. Ou 4% do valor da obra.

Na ocasião, o governador recomendou que seja aproveitada a mão-de-obra para a construção das casas, de modo que o dinheiro circule dentro da comunidade.

Gestão
O gerente regional da Caixa Econômica Federal, Célio Lopes, disse aos moradores que, no passado, tinha-se uma ideia de que era impossível acessar recursos federais e, por conta disso, o Amapá sempre ficava na 'lanterna', uma prática que foi rompida com o atual governo, que, nos últimos dois anos, conseguiu a liberação de verba para a construção de 4.366 moradias no Conjunto Macapaba, dentre outros recursos.

"O governador Camilo aprendeu a transformar papel em tijolo", brincou Célio Lopes, referindo-se à eficiência com que os técnicos do governo conseguem liberação dos recursos federais.

"Quando a autoestima das pessoas melhora, ocorre o mesmo processo com as instituições financeiras, ficando mais fácil fazer negócio, até porque só se negocia com quem tem credibilidade", concluiu.

Compromisso
O presidente da Associação de Moradores, Produtores e Folclórica de São Pedro dos Bois, João Batista, conhecido como "Paredão", lembrou que, no passado, governadores e prefeitos foram até a localidade e prometeram construir casas, que nunca saíram do papel.

"Graças aos seminários promovidos pela Caixa Econômica, Seafro, Rurap e Adap, encontramos o caminho para tornar nosso sonho possível. Mais uma vez o governador tem compromisso com o povo do Amapá", destacou Paredão.

O Protaf
A agricultora Arlete Cirilo de Souza, 28 anos, em breve realizará o sonho de ter a casa própria e sabe exatamente de onde vai tirar dinheiro para pagar a prestação anual. Ela é uma dos 42 agricultores da comunidade que recebeu o benefício do Protaf.

"Com a orientação dos técnicos do governo vou aumentar minha produção de farinha e, de lá, tirarei o dinheiro para pagar a prestação. Se tudo der certo, quito esse valor antes dos quatro anos", apostou a agricultora.

A Seafro
A secretária da Seafro, Neucirene Oliveira, comentou que, antes, as ações da pasta se resumiam a apoiar festas tradicionais. Hoje, ela também cumpre o papel de articular e garantir que as políticas públicas cheguem até as comunidades.

"Estamos acompanhando o programa no Amapá desde a retomada, em 2011. Com o Minha Casa, Minha Vida Quilombola acontecendo de fato no Estado, agora temos a certeza de que cumprimos nosso dever", avaliou a secretária.

Plantar para colher
A secretária de Estado do Desenvolvimento Rural (SDR), Cristina Almeida, falou aos moradores que o diferencial deste governo é justamente o compromisso com a população, independentemente do lugar onde ela se encontre.

"Fazemos uma gestão com transparência, responsabilidade e com investimentos. Em dois anos, somente para São Pedro dos Bois, através do Protaf, foram liberados R$ 305 mil, beneficiando 78 agricultores. Em oito anos, o governo passado investiu somente R$ 40 mil", lembrou.

Minha Casa, Minha Vida Quilombola

O Minha Casa, Minha Vida Quilombola faz parte do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), que é componente do Programa Minha Casa, Minha Vida, e objetiva reduzir o déficit habitacional rural, incentivando a manutenção da família no campo e oferecendo moradia digna por meio de reforma ou da construção de novas moradias.

Podem se beneficiar com o programa produtores rurais familiares com Renda Bruta Anual Familiar de até R$ 60 mil. Para saber mais, clique aqui.

Paulo Ronaldo Almeida/Secom

 

Compartilhe com:

 

 

 

 


<<Voltar

 

 

Deixe seu comentário usando o Facebook:

 

 

 

 

 

 

CADASTRE-SE

 

        Nome:

       

        Email:

       


Cadastrar   Descadastrar

 

 

 

 

    VEJA TAMBÉM NOTÍCIAS DE:

 

 

 

 

PESQUISAR NO SITE

Amapá Digital © desde 2003
Todos os Direitos Reservados

 

 

 

 

 

 

 

CONHEÇA O AMAPÁ
MUNICÍPIOS

MAPA E SIMBOLOS

       Bandeira

       Brasão

       Mapa

       Hino

DADOS GEOGRÁFICOS

       Localização

       Relevo

      Clima

       Ecossistema

       Hidrografia