Jornal Evangélico
do Amapá

TEMPO AGORA

                                      
 
 
 
 
 
   Nome:
  
    E-mail:
  
 
   Cadastrar
   Descadastrar
 
 
 
 
 
GERAL

12 de janeiro de 2010

Hidrelétrica Coaracy Nunes: 34 anos de história e desenvolvimento do Amapá

            Inaugurada oficialmente em 13 de janeiro de 1976 pelo então presidente da República Ernesto Geisel, a Usina Coaracy Nunes (UHCN), primeira hidrelétrica da Amazônia brasileira, completa 34 anos. Instalada a 140 km de Macapá/AP, na vila do Paredão, município de Ferreira Gomes, entrou em operação comercial com duas unidades de 20 MW de potência em cada uma, em novembro de 1975, vinte e um anos após a concessão outorgada ao ex-Território Federal do Amapá.

Somente em fevereiro de 2000 começou a operar a terceira unidade, com 30 MW. Nos últimos anos a Hidrelétrica passou por um processo de revitalização, denominado repotenciação, que acrescentou mais 4MW em cada uma das duas antigas geradoras. Hoje a produção de energia hidráulica dobrou e está com uma potência instalada de 78 MW.

Histórico - Criada em 1973, a primeira missão da Eletronorte, no campo da geração hidrelétrica, foi a conclusão da Usina Coaracy Nunes, situada no rio Araguari, na divisa dos municípios de Macapá e Amapá. Em 19 de julho de 1974, o Decreto nº 74.303 encampou os bens e instalações vinculados à Usina e seu sistema de transmissão, então pertencente à Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA). Após sete anos de interrupção, a construção da hidrelétrica havia sido retomada em 1971 por uma Superintendência de Obras criada pela Eletrobrás. O decreto de 1974 definiu as fontes de recursos para a indenização da CEA e determinou a entrega dos bens à Eletronorte.

Em março de 1975 a subsidiária da Amazônia concluiu as obras civis e a montagem da Usina do Paredão, além de ajustes e testes pré-operacionais nos equipamentos. Em setembro, foi energizado o sistema de transmissão de 69 kv, incluindo a subestação Macapá. A UHCN recebeu o nome do deputado federal Coaracy Nunes, idealizador da hidrelétrica.

“Agradecemos nossos antigos funcionários e todos que trabalharam na construção da Usina, pelo pioneirismo e dedicação, e aos que trabalham conosco pela dedicação e compromisso que têm com a empresa e com o desenvolvimento do Amapá e da Amazônia”, afirma Marcos Drago, atual gerente regional da Eletronorte.

Balanço - A UHCN conta hoje com 75 empregados entre funcionários, prestadores de serviço e terceirizados. Com o empenho de todos foi possível vencer a baixa do rio Araguari no período de estiagem do ano passado, que chegou a 6,63 metros abaixo da cota normal de 120 metros.

Há sete anos na gerência da Divisão Hidráulica, Jorge Pelaes avaliou positivamente o ano de 2009, destacando as ações realizadas na Hidrelétrica Coaracy Nunes, entre as quais o Planejamento da Gestão, a integração das equipes nas ações de implantação de novas tecnologias nos sistemas das unidades geradoras um e dois; novos reguladores de velocidade; mudanças dos reguladores de tensão; capacitação técnica no próprio local de trabalho com troca de conhecimentos entre as equipes de manutenção e operação; a metodologia japonesa TPM (Manutenção Produtiva Total); o Processo de Certificação Norma ISO 14:001 e geração de energia dentro de um padrão internacional de qualidade. “O verdadeiro compromisso envolve o crescimento do indivíduo e do grupo, juntamente com o aperfeiçoamento constante”, enfatiza Pelaes.

Conhecimento - Mais de mil estudantes de escolas da rede pública (foto), privada e de faculdades visitaram a hidrelétrica em 2009, incentivados pelo projeto Usina do Conhecimento, com o objetivo de permitir o acesso à informação sobre a Eletronorte e seus empreendimentos junto ao seu público alvo, no desenvolvimento de ações de cunho ecológico e social incentivando a participação da comunidade e contribuindo para formação de uma consciência crítica sobre seu papel na recuperação e conservação dos recursos naturais, estimulando a proteção do meio ambiente.

Os empregados da Hidrelétrica também desenvolvem projetos sociais voluntários como O Espelho do Amanhã, que envolve adolescentes da comunidade do Limoeiro do Paredão e promove o conhecimento das áreas de trabalho, como incentivo na formação educacional, além da aproximação da comunidade com a UHCN. Outra iniciativa é o Grupo de Estudo Coaracy Nunes que trabalha o aprendizado contínuo dos empregados da Usina.

(Oscar Filho – Assessoria de Comunicação)

 

 


Hotsites
 
 
Amapá Digital © 2007 • Todos os direitos reservado