Por telefone, Waldez parabeniza Davi e pede prioridade na revis√£o da tabela do SUS






Na noite deste sábado, 2, o governador do Amapá, Waldez Góes, telefonou para o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) para cumprimentá-lo pela eleição à presidência do Senado Federal e pediu prioridade na discussão de dois temas importantes: a revisão na tabela do Sistema Único de Saúde (SUS) e a retomada do processo de transposição dos servidores do ex-Território para o quadro da União.

Alcolumbre foi eleito presidente do Senado em primeiro turno com 42 votos, um a mais que o necessário para evitar uma nova votação. O governador Waldez Góes acompanhou, pela mídia, todo o processo, desde sexta-feira, 1, com a posse dos senadores e a tentativa de eleição, que acabou suspensa e realizada neste sábado.

Logo após a divulgação do resultado, Góes e Alcolumbre conversaram por telefone. O governador do Amapá parabenizou o senador e pediu que, na condição de presidente do Congresso Nacional, priorize pautas importantes, entre elas a revisão nos valores pagos pelo SUS a Estados e municípios, sem reajuste há quase duas décadas.

A defasagem na tabela que o governo federal usa para os procedimentos realizados pelos governos estaduais e municipais contribui para a crise na saúde. “Essa é uma questão que deve ser tratada com prioridade. Pedi ao presidente Davi que mobilize os governadores e prefeitos para que possamos discutir essa tabela. E me coloquei à disposição para ajudar no que for possível”, afirmou Góes.

O governador também solicitou do novo presidente atenção ao processo de transposição dos servidores do ex-Território Federal do Amapá para a União. O direito de ingresso ao quadro do governo federal foi assegurado pela Emenda Constitucional 98, aprovada em 2017, no entanto, no dia 24 de janeiro deste ano, o Tribunal de Contas da União (TCU) determinou a suspensão do procedimento.

Waldez também elogiou a união dos senadores amapaenses em prol da eleição de Alcolumbre e propôs ao novo presidente do Senado uma agenda para tratar desses dois temas e de outros de interesse do Amapá.

 

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO