Ganhando o mundo! Estudante do AP vai à Indonésia defender aplicativo terapêutico

Compartilhe:





Já imaginou um aplicativo que conecta estudantes com problemas relacionados à saúde mental a profissionais de psicologia, redes de apoio e pessoas com experiências de sucesso no tratamento e combate a essas doenças? O suporte tecnológico auxiliaria o aluno a lidar com as questões emocionais e psicológicas, refletindo na melhora do seu rendimento escolar.

Essa é a ideia do projeto “Saúde Mental na Escola: um olhar sobre as perspectivas e os transtornos dos alunos em relação ao ambiente escolar do ensino médio de tempo integral na cidade de Macapá, estado do Amapá”, do aluno pesquisador Matheus Pereira, 15 anos, da Escola Estadual Tiradentes. O trabalho está sendo defendido nesta terça-feira, 14, na feira científica Exercise of International Science Technology and Engineering Competition (ISTEC), na Indonésia. O resultado e cerimônia de premiação vão acontecer no dia 15 de janeiro.

O projeto do estudante de tempo integral está concorrendo na categoria ciências e psicologia e é o único trabalho brasileiro que foi aceito na feira. O Governo do Amapá garantiu a participação de Matheus e seu professor co-orientador Pedro Souza, com as passagens, transporte, locomoção e hospedagem. O estudante também é orientado pelo psicólogo Adymailson Santos.

Matheus aposta no aplicativo como suporte terapêutico para estudantes e apoia a inclusão de psicólogo no quadro de funcionários da escola, bem como a criação de uma sala ambiente que seria utilizada para acolher esses jovens. Ele comenta que pensou no projeto por presenciar colegas na escola em crises de ansiedade e depressão.

“Vi dentro da escola estudantes passando mal com crises de ansiedade, síndrome do pânico. Pude presenciar pessoalmente e, sendo líder de turma, acudi colegas meus, tendo que segurá-los nos braços. Então, pensei em um suporte que poderia ajudar pessoas na escola nesses momentos de crise”, falou.

A pesquisa também relaciona os resultados da prevenção de problemas emocionais e comportamentais de adolescentes no processo de ensino e aprendizagem. Os participantes retornam da Indonésia na sexta-feira, 17, e devem chegar a Macapá no dia 19 de janeiro.

 

Por: Caroline Mesquita /  Foto: Divulgação/Pedro Souza

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO