Foragido da Justiça suspeito de assaltos morre em troca de tiros com o Bope em Macapá

Compartilhe:





Um homem, de identidade não divulgada, morreu em uma troca de tiros com o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) na tarde desta segunda-feira (13), na Zona Sul de Macapá. De acordo com a equipe, havia, pelo menos, quatro mandados de prisão em aberto por roubo contra ele.

A polícia recebeu informações da localização do suspeito e foi tentar dar cumprimento aos mandados. Ao chegar no local, na Avenida dos Tamoios, no bairro Muca, os policiais teriam sido recebidos a tiros pelo homem armado. Os militares revidaram e balearam o suspeito, que morreu no local do confronto.

Ele era considerado perigoso pela polícia. O último crime que ele surgiu como suspeito foi um assalto ocorrido na quinta-feira (9), no bairro Laurindo Banha, também na Zona Sul.

“Ele é um criminoso bastante perigoso, tem, pelo menos, quatro mandados de prisão em aberto, responde a dezenas de roubos a estabelecimentos comerciais principalmente. Ele era o outro indivíduo que, na quinta-feira, alvejou uma mulher na perna durante uma tentativa de roubo”, detalhou o tenente Hércules Lucena, do Bope.

O batalhão deve informar outros detalhes sobre a intervenção policial até o fim da tarde desta segunda-feira.

Nesse crime, ele e um outro assaltante tentaram roubar uma mulher pela manhã do dia 9 de maio, na Avenida 26 de julho. Um policial à paisana que estava próximo do local viu toda a ação e reagiu, trocando tiros com os assaltantes.

Uma bala perdida atingiu a perna de outra mulher que estava andando próximo do local do confronto e os dois conseguiram fugir. À tarde, o Bope localizou a dupla, que entrou em confronto com os policiais. Um deles morreu na troca de tiros. O homem morto nesta segunda-feira foi baleado na ação, mas havia conseguido fugir das equipes.

 

Fonte: https://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2019/05/13/foragido-da-justica-suspeito-de-assaltos-morre-em-troca-de-tiros-com-o-bope-em-macapa.ghtml / Foto: Manoel Júnior/Rede Amazônica

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO