Ação de governo marca comemorações do Dia do Índio no Amapá






Ações de saúde e cidadania marcaram o início da programação preparada pelo governo do Amapá em comemoração ao Dia do Índio. O governador Waldez Góes acompanhou as atividades que ocorreram na Aldeia do Manga, a 18 km do município de Oiapoque, no extremo Norte do Estado.

A programação faz parte do segundo Fórum Indígena, organizado pelo Executivo estadual em parceria com as comunidades indígenas. O evento iniciou nesta quarta-feira, 19, e vai até sexta-feira, 21.

Formada por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, a equipe enviada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), computou mais de 400 atendimentos no primeiro dia da programação.

Os profissionais ofertaram consultas de clínica geral e dermatológica, distribuíram medicamentos, coletaram materiais para análise clínica e agendaram consultas especializadas e outros exames que precisarão ser feitos na capital, Macapá. A ação de saúde seguirá até esta quinta-feira, 20, segundo dia do Fórum.

Já os técnicos do Sistema Integrado de Atendimento ao Cidadão (Siac) Super Fácil deram entrada na emissão de mais de 200 documentos de diversos tipos, a maioria carteiras de identidade. Os documentos serão entregues no Super Fácil de Oiapoque.

A ação de cidadania também foi composta pelas equipes das Secretarias de Inclusão e Mobilização Social (Sims) e da Juventude (Sejuv). Os técnicos da Sims mapearam famílias que possuem o perfil para serem incluídas no programa estadual Renda para Viver Melhor. A Sejuv cadastrou indígenas com faixa etária que atende aos critérios para ingressar no Programa Amapá Jovem.

Waldez Góes lembrou que o governo tem uma forte relação com os povos indígenas, principalmente, com as etnias do município de Oiapoque, onde está concentrada a maior parte das aldeias do Estado. São 50 aldeias, que abrigam 7,2 mil habitantes de um total de 8,5 mil índios em 94 aldeias no território amapaense, segundo dados da Secretaria Extraordinária dos Povos Indígenas (Sepi).

“Nós sempre mantivemos um diálogo permanente com as lideranças indígenas. O evento de hoje, por exemplo, foi planejado juntamente com os caciques que se reuniram comigo em Macapá, algumas semanas antes. Hoje, Dia do Índio, além de um dia festivo, é um dia de reflexões das dificuldades enfrentadas pelas comunidades e de reafirmar o compromisso de buscar soluções”, ponderou o governador.

O cacique Luciano Iaparrá, líder da aldeia do Manga, agradeceu a programação e disse que a ida do governador até à terra indígena, representa a iniciativa política que os povos indígenas esperam dos governantes. A aldeia fica a 600 km da sede central do governo, em Macapá. “Todos os poderes e políticos têm suas obrigações com os índios. Não é só o governo do Estado, como também, o governo federal, prefeitos, deputados, senadores. Mas, muitos são ausentes. Exigimos mais comprometimento dos políticos e a vinda do governador [Waldez Góes] nos deixa muito satisfeitos, porque mostra que ele está interessado em resolver os problemas”, avaliou o cacique.

Por: Elder de Abreu / Fotos: Wenndel Paixão

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO