MP-AP coordena segunda reunião entre poderes para combate à violência em Macapá






O procurador-geral do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Márcio Alves, coordenou na tarde desta segunda-feira (6), na sede da Procuradoria-Geral de Justiça do MP-AP, a segunda reunião do Comitê de Segurança, formado por chefes e representantes das esferas do poder do Estado e das instituições públicas que trabalham com a manutenção da paz. A medida visa a execução das ações e políticas públicas efetivas no combate à criminalidade.

O Comitê, formado na semana passada, atuará como integração das estruturas de segurança pública e Poderes, para que todos trabalhem juntos no combate aos crimes praticados em Macapá e no estado do Amapá.

Além do PGJ, estiveram presentes o desembargador Rommel Araújo, do Tribunal de Justiça (Tjap); o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Amapá, conselheiro Ricardo Soares; o deputado Estadual Paulo Lemos, representante da Assembleia Legislativa (Alap); o comandante-geral da Polícia Militar (PM-AP), coronel Rodolfo Pereira de Oliveira Júnior; o diretor de Operações da PM, coronel Welington ; chefe de Gabinete Militar da Assembleia Legislativa do Amapá (Aleap), tenente-coronel Gama; o chefe de gabinete Militar do Tjap, tenente-coronel Elvis e o tenente-coronel Jackson, chefe do Gabinete Militar do MP-AP.

Além do compartilhamento de informações entre os serviços de inteligência das instituições, o Comitê vai trabalhar para que os órgãos possam ceder veículos oficiais para o reforço do policiamento  ostensivo,  já em dezembro, na capital amapaense, por conta do período de festas de fim de ano.

A ideia consiste em padronizar os carros com adesivos com a descrição do nome do órgão proprietário do automóvel oficial, caracterizando-o com a frase “A Serviço da Segurança do Cidadão”.

De acordo com o procurador-geral de Justiça do MP-AP, Márcio Augusto Alves, a união dos poderes e instituições que atuam na segurança pública é fundamental no combate ao crime em Macapá.

“Estamos empenhados em reforçar a Segurança Pública para a manutenção da paz e coibir crimes de roubos e furtos no Centro de Macapá, aos sábados e domingos, quando o comércio funcionará normalmente. Estudaremos a formulação de um instrumento legal para o uso dos carros oficiais dos órgãos envolvidos para o patrulhamento das vias e resguardo do cidadão, pois, por conta do período natalino, em que o fluxo de pessoas nas ruas aumenta bastante. É importante que a sociedade sinta e perceba essa unidade de nossas forças para o combate à criminalidade”, frisou o procurador-geral do MP-AP.

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO