Programa Peixe Popular estará em 7 municípios durante a Semana Santa






O programa Peixe Popular, do Governo do Amapá, que tem o objetivo de atender os consumidores com menor poder aquisitivo com produtos de qualidade e preço acessível. A primeira ação de 2018 será na Semana Santa, para a qual estão previstas quase 200 toneladas de pescado a serem comercializadas nos municípios de Macapá, Santana, Porto Grande, Pedra Branca do Amapari, Serra do Navio, Laranjal Jari e Vitória do Jari.

A programação inicialmente está marcada para os dias 27, 28 e 29 de março, em Macapá e Santana, já nos demais municípios a ação deverá acontecer nos dias 28 e 29. Nesta primeira atividade a Agência de Pesca do Amapá (Pescap) planeja trabalhar diretamente em parceria com as prefeituras, Federação dos Pescadores, colônias, cooperativas e empreendedores da piscicultura.

“Vamos organizar a participação do maior número possível de pescadores e por isso vamos agregar mais parceiros e assim fortalecer a produção no Amapá”, informou o diretor-presidente da Pescap, Edson França.

Com as ações também voltadas aos municípios destacam-se os trabalhos em Vitória do Jari, onde somente produtores locais participarão da ação do programa. “Entramos em parceria direta com a prefeitura local, ou seja, o Governo do Amapá e a administração municipal estrarão com a logística e os produtores poderão comercializar o produto em seu próprio município”, explicou o presidente, Edson.

A programação completa com os locais de venda do Peixe Popular para a Semana Santa deverá ser divulgada na primeira quinzena de março. Mas, durante esta semana a Pescap, deverá divulgar as espécies e a tabela de preços.

Novidade

A novidade para as ações do programa será integração com a feira de biojoias, na qual haverá um espaço para a exposição e comercialização de produtos como brincos, cordões, anéis, sapatos e outros objetos feitos de maneira artesanal usando com matéria prima a pele e escamas de peixes e demais elementos da natureza que habitualmente seriam descartados pelas pessoas.

Por Weverton Façanha

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO