No Amapá, MPF e PF combatem esquema de tráfico internacional de espécies protegidas






O Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal, com apoio do Ibama, deflagraram a Operação Marraquexe para desarticular esquema de tráfico internacional de espécies exóticas protegidas, na manhã desta quinta-feira (10), em Macapá (AP). O cumprimento da medida de busca e apreensão, autorizada pela Justiça Federal, ocorreu em três residências onde vivem o principal acusado do crime, um homem de 25 anos, e pessoas ligadas a ele. O material recolhido pela Polícia Federal durante a operação vai passar por perícia. Não houve prisões.

As investigações apontam que o homem é o responsável por importar ilegalmente serpentes e outros animais silvestres, alguns em extinção e protegidos pela Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção (CITES). Dentre os animais, estavam espécimes exóticos, principalmente de origem asiática. A venda no comércio nacional e internacional era feita por meio de grupo no Facebook e pelo WhatsApp, desde o ano passado.

Concluídas as investigações, que seguem sob sigilo, o MPF adotará medidas judicias com a finalidade de responsabilizar o acusado e outros possíveis envolvidos por crime ambiental transnacional e por outros delitos que, eventualmente, venham a ser descobertos.

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO