Comissão leva demandas de comunidades e pede solução ao prefeito de Mazagão






Nesta quinta-feira, 24, parlamentares estiveram na sede da Prefeitura de Mazagão para conversar com o prefeito da cidade, João da Silva Costa, mais conhecido como Dudão (PPL). Os deputados levaram as demandas da população do interior do município ao chefe do Executivo e pediram respostas e solução aos problemas relatados. No encontro, as deputadas Aparecida Salomão (PSD), presidente da Comissão de Transporte e Obras Públicas (CTO); Janete Tavares (PPS) e Raimunda Beirão (PMB), membros; além do deputado Fabrício Furlan (PCdoB), vice-presidente, relataram o que presenciaram nas comunidades rurais de Mazagão, principalmente no Maracá.

Um dos questionamentos levantados foi a manutenção dos ramais do Camaipi e Piquizal, que fazem ligação ao eixo sul da BR-156, ligando Macapá aos municípios de Laranjal e Vitória do Jari. Segundo o prefeito, a prefeitura passa por dificuldades financeiras, porém, dentro do que é possível fazer, o Executivo trabalha para atender as comunidades no que concerne aos ramais. “Recebemos o Município com todas as máquinas sucateadas. Assim que consertamos, procurei a comunidade do Maracá para informar que iríamos fazer um trabalho de manutenção, mas que precisaríamos da ajuda do Estado, por ser de competência dele. Iniciamos os serviços e, nas primeiras chuvas, tivemos que parar devido ao lamaçal. Isso também aconteceu em outros ramais, porque só a prefeitura não tem como fazer. Precisamos da ajuda técnica e material”, disse.

Outro assunto levantado pelos parlamentares foi a situação de algumas escolas, que estão sendo improvisadas para que as aulas não sejam paralisadas. A deputada Raimunda Beirão relatou o que está ocorrendo na comunidade de Caranã. Segundo ela, as aulas acontecem num galpão. “É um local improvisado e sem nenhuma estrutura educacional. Isso atrapalha muito no ensino-aprendizagem dos alunos. O local que serve de banheiro é lamentável”, descreveu a parlamentar ao prefeito Dudão, que informou que a prefeitura não tem dinheiro para construir escola.

“Hoje, Mazagão tem 20 unidades escolares na área rural. Mas 65% de sua população vive no campo. Uma realidade totalmente diferenciada dos demais municípios do estado, onde a maior parte vive na zona urbana. Estamos com duas escolas e algumas salas de aula em construção. Onde é terra firme estamos conseguindo avançar com dinheiro federal. E em outras escolas estamos fazendo reformas para ver se a gente atende, em caráter de urgência, a educação do nosso município, que estava numa situação lamentável quando assumimos”, relatou o prefeito.

Ele também comunicou aos deputados a dificuldade que o município está tendo em relação ao abastecimento de água. “Este é um outro problema que estamos enfrentando. A Companhia de Água e Esgoto do Amapá [Caesa] só abastece 20% do total que a população necessita para fazer seus afazeres. A capacidade de produção da Companhia é muito baixa, e a alegação é a falta de equipamentos. E para piorar, Mazagão Velho não é atendido pela Caesa. Os moradores usam água de poço para fazer suas atividades domésticas”, informou o chefe do Executivo.

Os parlamentares colocaram a Comissão de Transporte e Obras Públicas à disposição do prefeito Dudão para colaborar com a prefeitura nessas demandas das comunidades rurais do município. “Estamos aqui para somar com o prefeito e dizer que a Assembleia Legislativa, por meio desta comissão, veio executar essa agenda de trabalho para averiguar, ouvir a população e dar os encaminhamentos, para que a solução chegue a essas comunidades, que estão cansadas de tantos problemas, onde, muitos deles, podem até ser amenizados”, disse a deputada Aparecida Salomão.

“Hoje temos vários desafios para enfrentar, e a vinda dos deputados à prefeitura nos fortalece e nos deixa uma mensagem de que não estamos sozinhos. É muito promissor recebê-los aqui, pois a visita in loco coloca o parlamentar de frente com a realidade. Só tenho a agradecer pela agenda que estão desenvolvendo no nosso município e pela disponibilidade de ajudar a gente a resolver os problemas da população mazaganense”, comentou o prefeito.

Também participaram do encontro os secretários municipais de Educação, Manoel de Souza; de Finanças, Manoel Gonzaga e de Meio Ambiente, Alonso Farias, além do controlador-geral de Mazagão, Alberto Vieira.

Texto: David Diogo

Fotos: Jaciguara Cruz

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO