Governo do Amapá entrega obras de mobilidade urbana em Mazagão






 

O Governo do Amapá entregou neste sábado, 9, os serviços de mobilidade urbana no município de Mazagão, cidade que tem 20 mil habitantes que integra a Região Metropolitana de Macapá. São 15 km de obras de drenagem, terraplanagem, pavimentação asfáltica, construção de calçadas, meio-fio, sinalização horizontal e vertical nas ruas e avenidas de Mazagão Novo, sede do munícipio. Os serviços receberam investimento de R$20 milhões, dos quais R$ 15 milhões são de emenda parlamentar do senador José Sarney e R$ 5 milhões de contrapartida do governo estadual.

Durante a solenidade, o governador do Amapá, Waldez Góes, frisou que as obras de mobilidade urbana representam mais desenvolvimento para Mazagão e traz mais qualidade de vida aos seus moradores. “Foram R$ 20 milhões empregados nesta obra e, como resultado, a maior parte da cidade está urbanizada”, afirmou o governador.

Waldez lembrou que foi possível executar a ação mesmo em meio à crise econômica nacional que atinge o país e, consequentemente, o Amapá. “Estes investimentos são frutos da capacidade de diálogo e do ambiente de parceria que mantivemos durante a crise. Isto nos permitiu, em um primeiro momento, garantir que os direitos do povo não fossem subtraídos. Inauguramos, por exemplo, unidades hospitalares e escolas, além de conceder benefícios a diversas categoria e manter em dia os salários dos servidores”, exemplificou o governador.

A dona de casa Socorro Malheiro, 46 anos, vive em Mazagão há 15 anos e, sempre morou na Avenida Dona Valetina, bairro Nossa Senhora da Assunção, que faz parte da região contemplada pelas obras de mobilidade urbana. Ela conta que, antes dos serviços, era um desafio viver em uma via totalmente desestruturada.

“Essa avenida era um verdadeiro matagal, isso atraia animais como aranhas e cobras e dificultava nosso dia a dia. Eu precisava carregar meu filho [Mauro, 9 anos] no colo para evitar que ele se sujasse ao ir para escola. Hoje, tudo mudou, temos muito mais conforto e segurança”, comemorou Socorro.

A visão da dona de casa é reforçada por outro morador de Mazagão, o professor Dionnes Palmerim, que, durante a solenidade de entrega das obras, representou a comunidade local. Ele contou que a conclusão dos serviços de mobilidade urbana representa a realização de um antigo desejo do povo mazaganense. “Antes, quando percebíamos que ia chover, já ficávamos apreensivos porque sabíamos que haveria dificuldades de locomoção. Agora, essa preocupação acabou, é mais qualidade de vida para a nosso povo”, enfatizou o professor.

O secretário de Estado de Transporte (Setrap), Benedito Conceição, destacou que o município deve ser beneficiado por outras obras ligadas à urbanização. “O governo do Estado estuda alternativas para atender outras regiões da cidade”, afirmou o gestor.

Para o prefeito de Mazagão, Dudão Costa, as obras de mobilidade urbana acontecem um momento que a cidade passa por um crescimento habitacional. "Temos três novos bairros na cidade. Essa expansão traz novos desafios. Mas, apesar da crise, é possível garantir direitos a essa população e avançar”, declarou.

Durante a solenidade de entrega, o governo estadual entregou 11 veículos e 2 voadeiras ao Batalhão de Policiamento Rural para reforçar a segurança pública do interior do Amapá. 

Investimentos

A entrega das obras de mobilidade urbana é uma continuidade de outros trabalhos que o governo estadual vem executando no município desde 2015. Foi o caso da construção e pavimentação de 27 km da Rodovia AP-010 – que liga Mazagão Novo ao distrito de Mazagão Velho – que foi entregue em 2016.  O serviço faz parte do Plano Rodoviário Estadual e contou com um investimento de R$ 50,7 milhões.

Ao logo dos 27 km asfaltados, vivem 171 produtores de 26 comunidades que têm como fonte de renda a agricultura familiar. A rodovia também favorece o turismo, principalmente, durante a Festa de São Tiago, que acontece durante o mês de julho, em Mazagão Velho. Em 2017, em função das excelentes condições da rodovia, aproximadamente, 50 mil pessoas participaram da festividade.

O êxito da última edição da Festa de São Tiago, também está relacionado a outra obra do governo estadual, a Ponte Washington Elias dos Santos - conhecida como Ponte da Integração - erguida sobre o Rio Matapi e que interliga o eixo metropolitano composto pelos municípios de Macapá, Santana e Mazagão.

A Ponte da Integração foi inaugurada em dezembro de 2016 e, além de melhorar o escoamento das produções agrícola, artesanal e extrativista do município de Mazagão e da região sul do Estado, ela vai permitir um serviço fundamental para o desenvolvimento econômico do Amapá: o transporte de matéria-prima para as indústrias da Zona Franca Verde de Macapá e Santana.

 

Por: Andreza Teixeira / Foto: Márcio Pinheiro/Secom

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO