Irregularidade sobre concessão de linhas para o interior é denunciado junto ao MP

Compartilhe:





A Secretaria de Estado dos Transportes autorizou, sem licitação, a operação de novas linhas de transporte intermunicipal nos municípios de Pedra Branca e Laranjal do Jari, que iniciam a operar nesta segunda-feira, 22. A denúncia foi feita por empresas que operam nos trechos e que representarão junto ao Ministério Público esta semana.

Segundo elas, além de autorizar sem licitação não houve estudo sobre horários, volume de passageiros e sequer comunicar as empresas que operam atualmente.

Em entrevista, o diretor de transportes Andrey Rego afirmou não se tratar de uma nova empresa, mas de uma viação que mudou de nome. “Ele mente quanto fala que não se trata de uma nova empresa. É sim uma nova empresa de uma pessoa que nunca trabalhou com transporte coletivo em linha regular; inclusive até agora sequer divulgaram o CNPJ do novo operador. Apenas liberaram o box no terminal de Macapá que o mesmo adesivou com o nome de “NOVA ALIANÇA”, afirmou o porta-voz das empresas, Renivaldo Costa.

Segundo ele, não houve estudo, reuniões ou comunicados sobre a entrada da nova empresa, o que vai impactar nos demais operadores. “Se realmente houvesse a demanda, por que a Setrap não reuniu atuais empresas e exigiu novo horário? Por que fez tudo embaixo dos panos sem avisar ninguém concedendo horário para um desconhecido que sequer frota, garagem e estrutura possui?”, afirmou, emendando: “Qual a segurança que essa nova empresa que não tem estrutura nenhuma vai proporcionar aos passageiros? Eles sequer possuem endereço fixo”.

 

Foto: Divulgação/Ilustrativa

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO