Hemoap realiza blitz educativa para atrair doadores

Compartilhe:





Uma blitz educativa, realizada na manhã desta quinta-feira, 28, deu início à campanha de carnaval de doação de sangue do Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap). O objetivo é conscientizar o maior número de pessoas para tornarem-se doadores voluntários, pois, durante essa época do ano, há uma queda de 40% no número de doações.

Durante a programação foram distribuídos panfletos com informações sobre a importância de ser um doador de sangue. De acordo com a chefe do Serviço de Captação e Orientação Social do Hemoap, Marcela Vales, no período do carnaval há um grande índice de acidentes no trânsito e outras ocorrências que contribuem para o aumento do pedido de bolsas de sangue pelas unidades hospitalares.

"Com o aumento no número de pedidos, precisamos ter sempre nosso estoque abastecido, por esse motivo, promovemos essa campanha de carnaval, para que possamos atender as pessoas que precisam dessas bolsas para sobreviver", explica Marcela.

 

A dona de casa Edina Marciel é doadora voluntária há mais de 20 anos e a cada 3 meses dirige-se ao Hemoap para fazer sua doação. "Fiquei sabendo da campanha pela internet, e como sei que nesse período há um grande índice de pessoas que precisam de sangue para sobreviver, eu resolvi vir até aqui fazer esse ato de solidariedade em prol dessas vidas", declara Edina.

 

A blitz educativa contou com a parceria de voluntários da maçonaria amapaense, que darão continuidade à programação até sexta-feira, 1 de março. Nos dias 5 e 6 de março, não haverá expediente e a campanha encerrará no dia 8. O Hemoap fará acionamento para os voluntários cadastrados via telefonema, e para captar novos doadores de sangue fará divulgação por redes sociais e outros meios de comunicação.

Como ser doador de sangue

Para se tornar um doador voluntário, a pessoa precisa estar saudável, pesar mais de 50 kg, ter entre 16 e 69 anos - menores de 18 anos somente com autorização dos responsáveis e maiores de 60 anos, se já forem doadores assíduos.

O doador precisa estar descansado e alimentado. Antes de doar, a pessoa passa pela triagem clínica, onde é feito um questionário sobre a saúde e a vida da pessoa para tentar identificar todo o fator que a deixa inapta, temporariamente.

Uma única doação pode ajudar a salvar até quatro vidas, pois a bolsa de 450ml doada, passa por um processo de fracionamento, onde se extrai quatro componentes do sangue: concentrado de hemácias, o concentrado de plasma, plaquetas e o crioprecipitado.

O horário para as doações no Hemoap é de 7h30 às 12h. O instituto fica localizado na Rua Jovino Dinoá, esquina com a Avenida Raimundo Álvares da Costa, bairro Central, em Macapá.

Por: Jamylle Nogueira /  Foto: André Rodrigues

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO