Combate ao Câncer: Hospital de Amor inicia atendimentos em Macapá

Compartilhe:





O Instituto de Prevenção Hospital de Amor iniciou hoje (24) os atendimentos ao público, cerca de 70 pessoas já fizeram exames nesse primeiro dia. O senador Randolfe Rodrigues (Rede) esteve recentemente na Unidade e conversou com o responsável do Hospital, Dagoberto Carvalho, que explicou que mais de 4 mil pessoas se cadastraram para atendimentos. 

Resultado do esforço da Bancada Federal, o Hospital de Amor custou R$ 25 milhões, sendo R$ 22 milhões foram emendas destinadas pela bancada federal do Amapá, destinado ao Hospital de Barretos, em São Paulo, responsável pelo Hospital de Amor em todo país. 

O Hospital do Amor atende gratuitamente, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. O prédio fica na Rodovia Norte Sul, próximo ao Ministério do Trabalho na zona norte de Macapá

“Esse é o primeiro passo para o enfrentamento do câncer. É um investimento na prevenção, mas ainda precisamos avançar na quimioterapia e radioterapia. Temos que deixar de ser a última unidade da federação no ranking de tratamento do câncer", ponderou o senador Randolfe.

O prédio conta com salas de mamografia de ponta, ultrassom, de preparo, de exame Papanicolau, exames de biópsia, postos de enfermagem, consultórios e farmácia. Todos os atendimentos realizados gratuitamente. "Temos capacidades de realização de cirurgias de pequeno porte, quando o paciente não precisa ficar internado", explicou Dagoberto Carvalho.

O Hospital

O prédio do Instituto de Prevenção Hospital de Amor Macapá é referência no tratamento e prevenção do câncer no Brasil, e a unidade é a 11ª do país, entregue no dia 16 de dezembro de 2018. 

O Hospital de Amor vem sendo mantido pelo próprio Hospital, tendo em vista que até o momento o Governo do Estado do Amapá (GEA) não fez repasse do convênio para custear a manutenção e funcionamento do instituto.

Só em 2018 foram detectados mais de 800 casos de câncer, que se descoberto no início tem chance maior de cura. Atualmente, a população amapaense precisa se deslocar do Estado para receber tratamento. Com o Hospital de Amor o cenário começa a mudar.

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO