Foto: GEA

Município de Itaubal do Piririm

Dados gerais, Mapa Político Digital do Amapá

Nome oficial: Municipio de Itaubal.
Lei de criação: nº 5, de 1º de maio de 1992
Limites: Norte: municipio de Macapá; Sul: rio Amazonas; Leste: Rio Amazonas; Oeste: municipio de Macapá.
Localização: Ao norte do Estado do Amapá. Latitude 0 graus, 36 minutos e 19 segundos N, e 50 graus, 41 minutos e 46 segundos W Gr. Distância para a capital: 103 km.

Área: 1.569 km2.
Altitude da sede: 8,11m

 

Bandeira e Brasão:



Comunidades Principais: Sede (Itaubal do Piririm), Aracu, Bom Sucesso, Cacau, Carmo do Macacoari, Cobra Capim, Comunidade dos Porcos, Cristo Libertador, Curicaca, Foz do Macacoari, Igarapé Cobra, Igarapé Fundo, Igarapé Novo, Ilha da Pedreira, Inajá, Ipixuna Grande, Jupati, Nova Canaã do Itaubal, Pau Mulato, Pescada, Puraquê, Quintino, Ramal do Adonias, Rio Jordão, São Miguel, São Tomé do Macacoari , São Raimundo do Macacoari, Siriúba e Uruá.

Vias de Acesso. A distãncia da capital é de 90 quilômetros, via rodoviária. Às localidades vizinhas: terrestre e marítimo. À capital: terrestre e marítima. Meios de transporte utilizado pela população: bicicletas, carros, montarias, lanchas, voadeiras e barcos de pequeno porte.
Meios de Comunicação. Telefone e Correios

 

Divisões Fisiográficas:
Relevo. A área do municipio apresenta quatro tipos distintos de solo: hidromóficos gleysados e discriminados, latossolo amarelo, laterita hidromórfica e concrescionária lateríficos. Os solos hidromórficos gleysados aparecem na parte norte/leste/sul do municipio e pertencem ao período quaternário e têmcomo principais peculiaridades a textura argilosa indiscriminada, entrófica, medianamente profundos e com fertilidade natural variando de baixa altura. Estes solos são os mais representativos do municipio e ocupam 40% de sua superfície.

Vegetação. O municipio possui uma cobertura vegetal variada, tendo como dominância uma vegetação herbácea, constituída de gramínias e ciparáceas nas áreas de planícies inundáveis, formando compos naturais, os quais se estendem pelo leste municipal e pertencem à área fisiográfica da planície flúvio-marinha Macapá / Oiapoque.

Em segundo lugar destaca-se a vegetação de cerrado, localizada principalmente no centro e a oeste do municipio, apresentando-se de forma descontínua, interceptada pela floresta de terra firme, de várzea ou igapós. Ocupa as áreas de formação terciária em trânsito com as de planície. Em alguns pontos, a área está representada pela vegetação de parque e em outros pelos cerrados, sendo este nos limites com as florestas. Finalmente, aparece a floresta da terra firme e a da várzea, que ocupam diversos espaços municipais, interceptadas pelas áreas de cerrados e de planícies.

Clima. O clima predominante é o tipo tropical chuvoso, tendo como característica principal a presença de um pequeno período seco, temperatura média nunca inferior a 18 graus centígrados. Apresenta um alto indice pluviométrico anual, quase sempre acima de 2.500 mm e, sua umidade relagiva gira em torno de 80 % durante o ano.

Hidrografia: A rede hidrográfica do municipio é constituida de rios e igarapés. Ele é banhado ao norte pels rios Piririm e Jupati; ao sul pelo rio Amazonas, ao Oeste pelo rio Macacoari e ao leste pelo rio Amazonas.

Economia. As principais matérias-primas existentes no municipio são madeira, pesca, palmito e pecuária. Itaubal tem como principal fonte de economia a agricultura e a pecuária, sendo que a agricultura é de subsistência, e é a que predomina. Poucos agricultores têm investido em culturas permanentes. Atualmente os pesquisadores da Embrapa desenvolvem estudos voltados para a região de terra firme.

A pecuária se baseia em rebanhos bubalinos, bovinos, equinos e ovinos. O extrativismo vegetal está voltado para a extração de madeira, sendo as principais espécies: andiroba, pau mulato, cedro e virola. Grande parte dessa madeira é comercializada em toras, sendo residual o beneficiamento nas serrarias localizadas na região.

A pesca artesanal desempenha um papel de fundamenal importância para a dieta alimentar da população no municipio. As principais capturadas são: tucunaré, cará, traíra e tamuatá. Essa atividade vem sendo afetada negativamene pela bubalino-cultura, o que levou a comunidade a reunir-se com o objetivo de sugerir medidas protetoras da fauna ictiológica. Através da pesca o abastecimento de alimentos da cidade se torna viável, com isto a pesca artesanal também se torna uma fonte alternativa de renda.

A atividade industrial é inexpressiva no municipio, restringindo-se a pequenas serrarias, loclaizadas na região ribeirinha. A industria extrativa mineral não é praticada no municipio.

A atividade comercial resume-se na existência de um reduzido número de estabelecimentos varejistas (mercearias e baiucas), que comercializam sobretudo gêneros alimentícios. Segundo o cadastro comercial da prefeitura, existem 23 estabelecimentos varejistas, dos quais 9 localizam-se na sede do municipio e os demais encontram-se distribuídos pelas localidades rurais.

Serviços: Grande parte da população depende de emprego na prefeitura e governo do Estado. Cerca de 80% dos funcionários municipais são mulheres, que complementam a renda familiar. No município inexistem agências bancárias.

Saúde e Saneamento: A saúde começou a ser cobrada pela população a partir da criação do Conselho Municipal de Saúde, em 24 de março de 1994. O municipio conta com um posto de Saúde na sede, e 8 posto espalhados pelas comunidades. O serviço de abastecimento de água é prestado pela Caesa, sendo a captação feita através de poço artesiano. O sistema de coleta domiciliar de lixo é uma vez por semana, somente nos órgãos públicos. Assim, a população usa o recurso da queima do lixo em seus quintais.

Cultura e Lazer: Uma biblioteca na sede municipal,na escola estadual. Festival do Açaí (segunda quizena de junho). Religião predominante: católica. Os santos mais festejados são São Benedito (Na sede, na segunda quinzena de Novembro), Santa Maria, São Camilo de Lélis, São Sebastião (20 de janeiro), São Tomé e Nossa Senhora da Conceição. Além da Igreja Católica, existem outras denominações evangélicas, como é o caso da Assembléia de deus, que forma boa parte dos religiosos.
Existem duas praças esportivas (futebol e voleibol) e uma quadra poliesportiva, que funciona na escola estadual. Banhos de cachoeiras, lagoas, corredeiras e igarapés.

 

História
Edificada sob uma elevação de terras à margem direita do rio Piririm. O topônimo vem de Itaúba, uma madeira de lei abundante no local. O primeiro nome a receber o povoado foi irmandade de São Benedito. As primeiras notícias do município datam de 1935 quando algumas famílias de agricultores passaram a residir no local. Em 1940 chegam mais migrantes, trazendo uma imagem de São Benedito que passou a ser o padroeiro do lugar e até hoje encontra-se no altar da igreja matriz de Itaubal. Nesse mesmo ano é celebrada a primeira missa, pelo padres Felipe Blanc (MSF).

Em 1941 é implantada a primeira escola do municipio, em caráter particular, prlo professor Fortunato Santana, que vindo de Macapá, notou que a então povoação era carente de escola. Nesse mesmo ano, mais precisamente em 30 de novembro de 1941, aconteceu um grande incêndio que destruiu as 14 casas da vila, e os moradores reconstruiram suas casas, com a ajuda de vários migrantes que para lá se dirigiram. Em 1942, após a desistência de Fortunato Santana, um outro professor, de nome Estêvam Quaresma, vindo do Bailique, instala a segunda escola, ainda particular.

Após a criação do Território Federal do Amapá, em 1943 (13 de setembro), o primeiro governador, Janary Nunes, autoriza a criação daquela que vai ser a primeira escola pública de Itaubal, tendo como primeiro professor, Manoel Francisco. A implantação dessa escola foi bastante esperada pelos moradores. Após a abertura de um ramal, pelos próprios moradores, chegou em Itaubal o primeiro carro, em 1957. Foi um jeep, dirigido pelo engenheiro Doglas Lobato Lopes, que veio fazer o reconhecimento da estrada.

Em 1959 é instalada energia elétrica na então vila de Itaubal. Nesse mesmo ano o padre Sandro Rigamonti, vindo fazer a criação de uma comunidade católica, muda o nome de Irmandade de São Benedito para Itaubal do Piririm. Em 1988 Itaubal é declarado distrito de Macapá, sendo José Raimundo Ferreira do Rosário empossado como primeiro agente distrital, pelo então prefeito de Macapá João Alberto Capiberibe.

Em 1991, por iniciativa do governador Annibal Barcellos, é realizado um plebiscito para saber se a vontade dos moradores seria de que Itaubal fosse transformado em municipio. Com a aceitação popular, Itaubal passa a ser municipio a partir de 1º de maio de 1992, pelo decreto estadual nº 5. O prefeito pró-tempore passa a ser Ovidio Vale. O primeiro prefeito eleito foi José Raimundo Ferreira do Rosario.
A primeira Camara de Vereadores, que representou a população no período de 1993 a 1996, foi composta de Antonio Marques da Cosdta, Antonio Vieira, Dorival Brazão, Ivete Moraes, José do Carmo, José Serafim Filho,

 

Texto do historiador Edgar Rodrigues


O que achou desta notícia?