STTRANS participa da formação da 1ª turma de Trânsito Ostensivo com Motocicletas


Noite de comemoração nesta terça-feira, 6, no saguão do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Amapá, onde aconteceu a formatura dos 23 alunos que passaram pelo 1° curso de Trânsito Ostensivo com Motocicletas, promovido pelo 9° Batalhão da PM, em Macapá.

O I CTOM surgiu a partir da necessidade de padronizar os conhecimentos referentes ao motopatrulhamento, com destaque para a fiscalização de trânsito e espontaneamente, qualificar os alunos que não possuem especialização técnica na área.

Segundo a diretora da Superintendência de Transporte e Trânsito de Santana (STTRANS), Fábia Sena, a turma já havia encerrado as inscrições quando a diretora do curso e Comandante do 9° Batalhão de Policiamento de Trânsito, Tenente Coronel Eliene Gomes, conseguiu articular para que houvesse o aceite dos 5 agentes de trânsito da STTRANS que participaram e concluíram com êxito a referente formação. 

"É importante ressaltar que a STTRANS é a primeira instituição a participar de um curso de formação de policiamento ostensivo com motocicleta junto à PM. E foi de fato, uma força tarefa para que a gente pudesse ter entrado na turma, já que a matrícula já havia encerrado, foi quando a Coronel Eliene e a Major Francineide entraram em contato com a Comandante Heliane Braga e ela adicionou as vagas remanescentes. Portanto, nossa gratidão", afirmou a diretora da STTRANS, Fábia Sena.

O curso teve duração de 16 dias letivos, somando 107 horas/aula, 9 disciplinas e 11 instrutores militares. O corpo discente, composto por militares pertencentes ao BPTRAN, Batalhão de Força Tática, Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual e os agentes de trânsito da STTRANS foram submetidos ao processo de ensino e aprendizagem com as seguintes disciplinas:

Atendimento pré-hospitalar tático; atendimento de ocorrência de sinistros de trânsito; operação e fiscalização de trânsito; enfrentamento às fraudes veiculares e documentais; legislação de trânsito aplicada; armamento, munição e tiro policial; estágio supervisionado; doutrina de motopatrulhamento e técnicas básicas de pilotagem de motocicletas.

Conforme o agente de trânsito, Trindade, a oportunidade de passar pela formação foi muito útil e será aplicada em sua rotina de trabalho:

"Foi um momento ímpar que, sem dúvida, levaremos adiante e colocaremos em prática. Lá na STTRANS, nós estamos na expectativa da chegada de 4 motocicletas e nós estamos ansiosos para aplicar os conhecimentos que foram adquiridos ao longo do curso", expressou o agente. 

A adesão das 4 motocicletas para melhorar o desempenho da fiscalização de trânsito da STTRANS foi articulada através de emenda parlamentar da deputada Leda Sadala. 

Por Luana Silveira


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos