Foto: Aog Rocha/GEA
Após lançamento da 52ª Expofeira, Amapá é líder na geração de empregos na Região Norte e terceiro no Brasil

Após lançamento da 52ª Expofeira, Amapá é líder na geração de empregos na Região Norte e terceiro no Brasil

Dados do Novo Caged revelam que o estado registrou aumento na criação de novos postos de trabalho no último trimestre.


Com as políticas públicas adotadas pelo Governo do Estado, o Amapá segue se destacando na geração de empregos no país. De acordo com dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), o estado lidera em abertura de novos postos de trabalho na Região Norte e é o terceiro do Brasil. 

Os números do Novo Caged, divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que leva em conta o último trimestre de 2023, revelam que o Amapá apresentou um saldo positivo de novos empregos, com um total de 4.016 contratações, que representa uma inclusão de mais 989 pessoas no mercadode trabalho.

O setor de Serviços liderou as contratações, com 1.668 novas admissões, seguido pelo setor do Comércio, que registrou 1.482 novos postos de trabalho. Ao longo do trimestre, o saldo de empregos formais no Amapá atingiu total de 4.016 vagas com carteira assinada.

Na variação nacional, o Amapá registrou 1,24%, na geração de emprego, somente no mês de agosto, atrás apenas dos estados nordestinos da Paraíba (1,95%) e Rio Grande do Norte (1,28%).

O impulso no incentivo à geração de empregos foi fortalecido com a realização da 52ª Expofeira do Amapá. O evento retomado após 8 anos, está aquecendo a economia local e ampliou as oportunidades de emprego e negócios, valorizando os empreendedores.

O vice-governador, Teles Júnior destaca que os diversos eventos técnicos, culturais, palestras, seminários, qualificação, rodadas de negócios, que são proporcionados pela Expofeira, criam possibilidades reais de alcance nos resultados favoráveis ao desenvolvimento do Estado.

“A Expofeira contempla diversos setores da economia, e traz muita inovação, com um movimento de toda uma cadeia produtiva, e a gente espera gerar um volume total de negócios de quase 100 milhões de reais. O Amapá é um lugar dinâmico e empreendedor, e a 52ª Expofeira está mostrando um estado que muitos de nós, e de outros lugares, ainda não conhecem, um Amapá que empreende e gera emprego e renda”, concluiu o vice-governador.

Segundo o Novo Caged, este é o oitavo mês consecutivo que o Amapá registra saldo positivo na geração de empregos, os dados divulgados se referem ao período de janeiro a agosto. O estado segue apresentando uma das maiores variações positivas na criação de postos de trabalho no Brasil.

Crescimento econômico

No Brasil, foram gerados 220.844 empregos formais somente no mês de agosto, com uma variação de 0,51% em relação ao mês anterior e o Amapá vem acompanhando esse crescimento, superando a média nacional. 

Os números refletem a política do Governo do Estado de promover desenvolvimento econômico com responsabilidade social, ambiental e a adoção de medidas que valorizam e favorecem o surgimento de novos empreendimentos.

 

 

Por: Cristiane Nascimento

Publicidade



O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos