Foto: Ascom/SVS

"É um evento que destaca a beleza da mulher amapaense", diz estilista sobre concurso Rainha da Expofeira

Ney Brito, de 41 anos, é designer de figurinos e ficou impressionado com a nova edição, após 8 anos, do tradicional concurso.​ O concurso Rainha da Expofeira voltou a encantar os amapaenses na noite deste sábado, 30. As torcidas vibravam a cada apresentação das oito candidatas, que trouxeram em seus trajes e coreografias elementos ligados ao tema Country Estilizado. Samira Santos conquistou o título e também houve prêmios para o melhor estilista, coreógrafo, maquiador e melhor torcida. Entre o público, estava o designer de figurinos Ney Brito, de 41 anos, ficou impressionado com as performances no palco da Rainha e Diversidade, no Parque de Exposições da Fazendinha, em Macapá.  “É um concurso que vem para mostrar a beleza da mulher amapaense e destaca as infinidades que ela possui. Depois de tanto tempo, voltar a valorizar o evento é muito bom”, pontua Brito.  Já Wendem Silva, de 28 anos, veio do bairro Santa Rita e conta que, desde criança, acompanha a tradicional disputa. Além disso, com as torcidas das candidatas, diz que o sentimento esportivo e de comemoração se torna mais forte. “Ver tantas pessoas aqui torcendo é maravilhoso. Acompanhar o crescimento do concurso que eu frequento desde criança evidencia a importância dele de continuar”, pontua. Ela voltou! Após quase 10 anos, o Governo do Amapá traz de volta a maior feira de negócios do estado, com uma grande vitrine de negócios, turismo e atrações culturais, como o concurso Rainha da Expofeira.   Por GEA/ Colaboradores: Eduardo Belfort ​


 O concurso Rainha da Expofeira voltou a encantar os amapaenses na noite deste sábado, 30. As torcidas vibravam a cada apresentação das oito candidatas, que trouxeram em seus trajes e coreografias elementos ligados ao tema Country Estilizado. Samira Santos conquistou o título e também houve prêmios para o melhor estilista, coreógrafo, maquiador e melhor torcida.

Entre o público, estava o designer de figurinos Ney Brito, de 41 anos, ficou impressionado com as performances no palco da Rainha e Diversidade, no Parque de Exposições da Fazendinha, em Macapá. 

“É um concurso que vem para mostrar a beleza da mulher amapaense e destaca as infinidades que ela possui. Depois de tanto tempo, voltar a valorizar o evento é muito bom”, pontua Brito. 

Já Wendem Silva, de 28 anos, veio do bairro Santa Rita e conta que, desde criança, acompanha a tradicional disputa. Além disso, com as torcidas das candidatas, diz que o sentimento esportivo e de comemoração se torna mais forte.

“Ver tantas pessoas aqui torcendo é maravilhoso. Acompanhar o crescimento do concurso que eu frequento desde criança evidencia a importância dele de continuar”, pontua.

Ela voltou!

Após quase 10 anos, o Governo do Amapá traz de volta a maior feira de negócios do estado, com uma grande vitrine de negócios, turismo e atrações culturais, como o concurso Rainha da Expofeira.

 

Por GEA/ Colaboradores: Eduardo Belfort

Publicidade



O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos