Rivaldo analisa a convocação da Seleção Brasileira e parabeniza o Flu pela conquista da Libertadores

Rivaldo analisa a convocação da Seleção Brasileira e parabeniza o Flu pela conquista da Libertadores

Em entrevista exclusiva, o embaixador da Betfair comentou sobre como Diniz conseguiu extrair as qualidades John Kennedy, herói do título; o craque também falou sobre Messi, oito vezes Bola de Ouro


A vitória por 2 a 1 sobre o Boca Juniors no sábado (04), no Maracanã, coroou o trabalho realizado por Fernando Diniz e toda sua equipe, que conquistaram a primeira Libertadores para o Fluminense. Segundo a análise de Rivaldo, embaixador da Betfair, o clube carioca mereceu a conquista e demonstrou que o lado psicólogo de Fernando Diniz ajudou na evolução de seus jogadores.

“Esse título termina com chave de ouro para o Fluminense e para o Diniz, eles estão de parabéns pelo que conquistaram. Foi um jogo muito amarrado, o gol no finalzinho coroou uma grande campanha feita pelo Fluminense”, disse Rivaldo, em entrevista exclusiva à Betfair.

O ex-jogador também destacou o trabalho realizado com John Kennedy, jovem atacante do Flu, que no passado passou por problemas disciplinares, mas que foi destaque na competição marcando gols decisivos em todas as fases do mata-mata e marcou o gol do título na prorrogação.

“O Diniz é um treinador que vê esse lado psicológico no futebol. Existem muitos treinadores que não olham essa parte e acabam, às vezes, afastando o jogador quando se encontram em momentos difíceis. Pelo caso do John Kennedy, vejo Diniz procurando entender a cabeça do jogador, sendo amigo dos jogadores, e assim auxiliando eles na hora que precisam de um apoio. Na hora que ele tem que dar bronca, ele vai conseguir, pois conquista a confiança dos atletas. E foi assim com o Kennedy. Ponto para Diniz em manter ele nesse grupo sendo tanto treinador como psicólogo”, disse o embaixador da Betfair.

O pentacampeão finaliza a parte do Fluminense parabenizando o clube e seus jogadores pela campanha. “Acho que foi merecido, eles fecham com chave de ouro coroando um belo trabalho feito pelo Diniz e os jogadores como Marcelo, Ganso e o próprio John Kennedy. A gente sabe que o Boca Juniors queria levar aos pênaltis, seria injusto o time argentino ser campeão e foi de bom tamanho e histórico essa conquista. Esse título é muito importante tanto para Fernando Diniz, que está como treinador da Seleção Brasileira, como para toda a torcida do Fluminense, que almejava muito essa conquista”, disse Rivaldo à Betfair.

 

Seleção Brasileira convocada

Rivaldo também falou sobre a nova convocação para a Seleção Brasileira, que disputará mais duas rodadas nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2026. 

“Foi uma convocação justa, pois são jogadores que estão se destacando, seja no futebol brasileiro ou na europa. O Diniz está dando oportunidades para novos jogadores, pois ainda temos tempo de trabalhar e consolidar uma equipe. Ainda é tempo de observar os atletas, conversar e buscar um formato de jogo”, disse Rivaldo, em entrevista à Betfair.

Rivaldo também avaliou a forma que Fernando Diniz trabalha com seus convocados, abrindo espaço para conversar também com quem não foi chamado nesta rodada das Eliminatórias. “Vejo Fernando Diniz conversando com todos os convocados e também com quem não foi. A seleção está aberta e tentará recuperar esses atletas que não foram chamados nesta ocasião, pois imagino que ele queira contar com todas as grandes estrelas do futebol brasileiro. Essa forma de gestão que o Diniz conduz a Seleção Brasileira é importante e sei o quanto é positiva pois deixa todos ligados em busca de uma convocação.”

 

Messi: de novo, melhor do mundo

Lionel Messi foi eleito pela oitava vez o Bola de Ouro da temporada, superando Erling Haaland, do Manchester City, e Kylian Mbappé, do PSG. Mesmo se transferindo do clube francês para o modesto e milionário Inter Miami, dos Estados Unidos, o argentino levou mais uma vez o prêmio de melhor jogador do mundo. Rivaldo acredita que essa nova conquista de Messi ainda ocorreu por conta da conquista da Argentina na Copa do Mundo do Catar, em 2022.

“O Messi teve a oportunidade de jogar uma grande Copa do Mundo, e acredito que o mundial pesa bastante - e pelo que ele fez nela, foi merecido sim levar mais uma Bola de Ouro. Sabemos que a Champions League também pesa bastante, a artilharia no ano também, mas como foi uma temporada de Copa do Mundo e por tantos anos que a Argentina não era campeã e pelo que ele fez nela, foi merecida esse troféu para o Messi”, disse Rivaldo, em entrevista à Betfair.

 

Sobre a Betfair

Uma das maiores provedoras de apostas esportivas online do mundo, a Betfair é patrocinadora oficial das equipes do Cruzeiro e do Palmeiras. A empresa, fundada em Londres (ING) no ano de 2000, foi pioneira na oferta de apostas peer-to-peer (Betfair Exchange) e gerencia um conjunto completo de apostas esportivas, eventos de entretenimento e produtos de jogos on-line para mais de quatro milhões de clientes maiores de 18 anos em todo o mundo. Graças à sua tecnologia de ponta, a plataforma oferece um amplo catálogo de produtos que permite apostar com suas próprias cotas e cotas oferecidas por outros usuários. A Betfair está licenciada para operar apostas online e outros jogos em 19 países, incluindo Espanha, Itália, Malta, Colômbia e Grã-Bretanha.

Publicidade



O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos