Foto: Aog Rocha/GEA
Batalha de Breaking promove cultura e socialização em Macapá

Batalha de Breaking promove cultura e socialização em Macapá

Seis grupos de hip-hop disputam nas categorias masculina e feminina neste sábado, 15, a partir das 17h.


Neste sábado, dia 15, o Conjunto Habitacional Miracema, na Zona Norte de Macapá, será palco de uma empolgante batalha de breaking, ou break dance, promovida com o apoio do Governo do Estado. Seis grupos de hip-hop competirão entre si, levando cultura e socialização aos jovens da região. O evento terá início às 17h, no Centro de Vivências do conjunto residencial.

Uma novidade interessante é que o breaking foi reconhecido como esporte olímpico e fará parte das Olimpíadas de 2024 em Paris, na França. Branks Vasconcelos, membro da Frente Estadual do Hip-Hop, explica que os critérios de avaliação da competição no Miracema seguirão as mesmas regras do evento internacional, ampliando o reconhecimento desse esporte.

"Através de capacitação realizada em Brasília, trouxemos para o Amapá esse diferencial, visando familiarizar nossos atletas com as regras internacionais dessa nova modalidade de competição", revela Branks.

Além da competição, a programação do evento levará para os conjuntos habitacionais e comunidades periféricas do estado os elementos culturais do hip-hop, como o break, graffiti e rap, com a presença de DJs e MCs. O evento promete envolver toda a comunidade e contará também com apresentações musicais.

O hip-hop é reconhecido como uma cultura de paz e se tornou uma ferramenta poderosa de transformação social, oferecendo oportunidades para jovens em situação de vulnerabilidade por meio da arte e da música. O movimento completa 50 anos em 2023, com sua origem no bairro do Bronx, em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

No Amapá, as comemorações do hip-hop acontecem em 20 de novembro, e o Governo do Estado apoia as atividades realizadas pela Frente Estadual do Hip-Hop, que envolvem oficinas, eventos e capacitações nas comunidades mais vulneráveis, fortalecendo os grupos esportivos e culturais.

 

Com informações/Rafaela Bittencourt




O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos