Foto: Jorge Junior/GEA
1ª Copa de Handebol de Areia com equipes do Amapá e Guiana Francesa

1ª Copa de Handebol de Areia com equipes do Amapá e Guiana Francesa

Torneio integra o Plano de Governo da gestão para fortalecer o desenvolvimento do esporte. Competição se estende até sexta-feira, 26.


Nesta quarta-feira, 24, o Governo do Amapá deu início a 1ª Copa de Handebol de Areia, no Centro Didático Adamor Picanço, em Macapá. A criação do torneio integra o Plano de Governo da gestão para fortalecer as políticas de esporte e lazer e desenvolver as diversas modalidades esportivas existentes no estado. 

O jogo de abertura aconteceu entre as equipes HB Unifap e Ajse, da Guina Francesa, convidada pela Secretária de Estado do Desporto e Lazer (Sedel) para fortalecer os laços entre os países vizinhos. Na competição, há disputa nas modalidades masculina e feminina, com fase classificatória e eliminatória. A definição dos campeões acontece na sexta-feira, 26, com entrada gratuita ao público. 

O “handbeach” é uma modalidade esportiva relativamente nova, derivada do handebol de quadra, que já está nas Olimpíadas de 2024, em Paris. O coordenador da copa Thiago Andrade conta sobre a evolução do esporte no estado e a importância de promover campeonatos locais no esporte que o Brasil lidera a prática. 

“É de suma importância para a gente colocar em prática o handbeach aqui no Amapá. Uma modalidade que já conta com vários adeptos. Foi de grande importância a gente trazer o time da Guiana Francesa para fazer esse intercâmbio, para conhecer mais da nossa estrutura no esporte ", ressaltou o coordenador. 

O atleta franco-guineense, Hyovan Bourdon, da equipe Ajse, venceu o primeiro jogo de classificação e fala sobre sua experiência e expectativa para o restante da copa nas terras tucujus. 

“Nós viemos com intenções especiais de descobrir mais sobre o Amapá no intercâmbio, mas também com pretensões para ganhar o torneio. Somos vizinhos, a Guiana Francesa com a parte de fronteira brasileira, e nós podemos receber vocês lá do mesmo jeito que vocês receberam a gente aqui”, explicou o atleta com ajuda da tradutora. 

A jogadora amapaense, Mahana Cruz, de 27 anos, joga pelo time AABB Instituto Léo Moura. Ela pratica o handebol de quadra desde os 18 anos, mas o de praia há 1 ano. A atleta destaca a importância de promover torneios para incentivar a prática da modalidade no estado, que para ela, tem potencial para se tornar referência assim como o futebol.  

“É muito importante para nós que somos adeptos da modalidade ter essa programação, seja ela na quadra ou na areia. Fico muito agraciada de hoje estar repercutindo. A nossa expectativa para esse campeonato é sim chegar na final e conquistar, porque nós precisamos estar no pódio por questão de realização pessoal”, relata a jogadora. 

 

Handebol de areia 

Ao contrário do handebol em quadra, o handebol de praia é um esporte sem contato, na qual cada período tem a sua contagem separada de gols. O vencedor de um tempo soma um ponto. Partidas empatadas são decididas por uma disputa de arremessos ao gol, quando o jogador enfrenta o goleiro um a um, como no futebol. 

 

Por: Mikhael Santos




O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos