Foto: Joana Schmidt/Procon-AP
Procon Amapá fiscaliza tempo de atendimento ao cliente na CEA Equatorial

Procon Amapá fiscaliza tempo de atendimento ao cliente na CEA Equatorial

A ação foi motivada após constantes reclamações pelas longas filas para informações e solicitação de serviços.


Uma equipe do Instituto de Defesa do Consumidor no Amapá (Procon-AP) está fiscalizando ao longo desta semana, o serviço prestado à população na Central de Atendimento da CEA Equatorial, responsável pela distribuição de energia elétrica no estado. A ação, que segue até sexta-feira, 1º de setembro, foi motivada após as constantes reclamações pelas longas filas que o cliente enfrenta para ser atendido pela empresa.

Os agentes de fiscalização do Procon constaram um grande número de pessoas à espera de atendimento, como a busca por informações sobre religações, pagamentos de boletos atrasados, consultas sobre cobranças supostamente excessivas, entre outras demandas.

A chefe de Fiscalização do Procon-AP, Lana Cristina, explicou que a empresa foi orientada a disponibilizar funcionários suficientes para os guichês de atendimento, para que o tempo de espera não ultrapasse 20 minutos. 

"Essa é uma ação programada para constatar a qualidade do atendimento prestado pela CEA Equatorial à população, se eles estão ferindo ou não o que diz o Código de Defesa do Consumidor. Sabemos que os clientes chegam normalmente para pedir informações e resolver problemas, portanto, merecem dignidade no atendimento", reforçou Lana.

O Procon ainda lembrou que o atendimento para pessoas acima de 60 anos deve ser prioritário, conforme dispõe o Estatuto do Idoso (Lei Federal nº 10.741/2003).

 

Como denunciar?

O Procon-AP orienta que, se houver descumprimento do Código de Defesa do Consumidor, uma denúncia pode ser feita por telefone ou presencialmente. Para solicitar atendimento preliminar é necessário apresentar documento oficial com foto. Em caso de reclamações, é preciso originais e cópias de documento oficial com foto e comprovante de residência, além de duas cópias da prova contra o fornecedor.C

 

Conheça os canais de reclamação:

  • Telefone: 151
  • Presencial: na Avenida Henrique Galúcio, 1155-B, Centro de Macapá

 

Por Emanoel Reis

Publicidade



O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos