Divulgação/ Governo Federal
Lula assina MP que estabelece teto de reajuste na tarifa de energia

Lula assina MP que estabelece teto de reajuste na tarifa de energia

MP foi uma resposta ao esforço coletivo do senador Randolfe Rodrigues, o governador do Amapá, Clécio Luis, o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Goes, e o senador Davi Alcolumbre 


O presidente Lula assinou, nessa terça-feira (9), em Brasília, a Medida Provisória das Energias Renováveis e da Redução dos Impactos Tarifários. O texto vai minimizar o reajuste da tarifa de energia elétrica para os estados da região Norte, em especial do Amapá. 

Em dezembro de 2023, Lula esteve no Amapá ao lado do senador Randolfe Rodrigues, do governador Clécio Luis, do ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Goes, e do senador Davi Alcolumbre e assumiu o compromisso com a população amapaense.

Para Randolfe, a Medida Provisória é uma conquista para todos os amapaenses: “O dia de hoje marca uma grande vitória para nosso povo e demonstra a preocupação do nosso Governo com a vida e a qualidade dos brasileiros. Esse texto vai melhorar o serviço elétrico em nosso estado e, mais que isso, reduzir a tarifa energética. Trabalhamos muito de setembro, quando surgiu o reajuste absurdo de 44%, até o dia de hoje. Mas, sem a menor dúvida, toda a mobilização e empenho valeram a pena”, conclui. 

Segundo dados do Governo, a Medida Provisória deverá destravar investimentos na ordem de R$ 165 bilhões em energia renovável e viabilizar a geração de 400 mil novos empregos, diminuindo impactos nos reajustes anuais da tarifa de energia elétrica até 2026 para todo o Brasil. Além disso, a Medida Provisória também prevê impacto na conta de luz: a expectativa é de que haja redução da tarifa entre 3,5% até 5% ao ano.


Veja fotos

Divulgação/ Governo Federal




O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos